21 Táticas Infalíveis para Produção de Conteúdos

Recentemente fizemos uma pesquisa e identificamos que a Produção de Conteúdos continua a ser um gargalo na construção de relacionamento, envolvimento…. sem falar na alavancagem do negócio…

De certa forma tenho que concordar que é a parte mais trabalhosa e difícil para quem está começando no Mundo Online. Produzir conteúdos de valor e que sejam engajadores requer muita pesquisa, leitura e técnica na hora de elaborar esses materiais.

Pensando nisso, separei 21 Táticas Infalíveis que utilizo na Produção de Conteúdos dos meus Negócios Digitais.

1# Invista na Headline

(1) Número ou Palavra Gatilho + Adjetivo + Palavra-chave + Promessa = 5 Razões para você investir na sua saúde antes das festas de fim de ano. OU Porque tomar água morna com limão toda manhã vai ajudar a emagrecer.

(2) Resultado final desejado + prazo + resposta a objeção e/ou garantia = Seu Curso Online no ar em até 30 dias ou o Seu Dinheiro de Volta.

2# Gere interesse com Gatilhos

Uma copy de qualidade é aquela que convence o público a clicar em um anúncio ou preencher um formulário, ainda que este não fosse o interesse inicial do usuário quando ele fez a busca.

E como ela faz isso? Usando gatilhos mentais que aguçam a curiosidade do leitor a ponto de ele querer pesquisar mais sobre o assunto.

Segurança – Teste por 15 dias nosso curso, se não gostar por qualquer motivo devolvo integralmente seu dinheiro.

Prova social – Conheça a história da dona de casa que reduziu 4 números de roupa em 20 dias

Escassez – Desconto válido só até a meia noite de hoje!

Reciprocidade – Baixe um ebook gratuito sobre Lançamento Semente.

Afinidade – Eu consegui correr 5 km em 15 dias, sem nunca fazer nem caminhada.

3# Conquiste na Introdução

Faça com que seus leitores concordem com você em relação aos problemas deles.
Invista na promessa! Prometa que é possível solucioná-los.

Dê uma prévia do que sua audiência pode esperar do seu conteúdo. Sabe aquele overview…. Isso mesmo!

4# Menos é mais

Minimalismo… objetividade…. mirar e acertar no alvo…. direto ao ponto….

Passe a mensagem de forma curta e direta, dessa forma o leitor saberá exatamente sobre o que o texto irá tratar. Elimine excesso de adjetivos, advérbios, explicações, descrições minuciosas, detalhes e contextos…

5# Quebre o texto

Use tópicos, bullet points, listas, citações, imagens, capítulos,…..

Use subtítulos: divida o texto em blocos. Torne a leitura agradável. Situar o leitor no texto.

Use parágrafos curtos… Frases diretas, afirmativas.

6# Aponte para outras saídas

Nada de deixar seu texto como um caracol, ou uma ostra.

Construa hipertextos e hipermídias. Coloque links internos e externos para outros textos seus e outras referências que sejam relevantes. Coloque links para mídias diferentes. Link o texto com um vídeo, ou com um podcast, ou um álbum de imagens…

7# Conforto e leveza

Para garantir que o conteúdo fique leve…. use Imagens, vídeos e elementos visuais. Nada de fazer uma diagramação chapada como a de artigos científicos. Seus textos devem envolver e encantar.

Fica o alerta…. também não é para transformar seu texto num festival de imagens e sons. Contextualize, quebrando a sequência do texto, deixando ele respirar.

8# Aplique elementos gráficos

Existem outros elementos que podem ser usados no lugar das imagens e vídeos. A função deles vai um pouco além, pois podem funcionar para sistematizar uma ideia, compor informações, agregar valor a resultados de pesquisas, dar visualidade a dados…

Adote sempre que possível: linhas de tempo, infográficos, gráficos, diagramas

9# Envolva o leitor no texto

Exposição dialogada. Ótimo! Você vai conversar com seu leitor, com seu ouvinte, com sua assistência.

Nada de trazer conteúdos engessados. Conte casos, faça histórias. Aplique estratégias de storytelling. Use situações reais e potenciais.

10# Aposte em conteúdos compartilháveis

O que um conteúdo precisa ter para ser compartilhável?  Praticidade. Leitura ágil. Escaneabilidade. Rastreamento visual.

Palavras chave bem posicionadas. Subtítulos que representem dores e soluções.

Antes de mais nada, seu texto, só é compartilhado, se for lido, visto, ou assistido até o final.

11# Apresente uma novidade

Ninguém quer ficar vendo sempre mais do mesmo. Mas também não é preciso reinventar a roda. Muito menos estar inovando 100% o tempo todo.

Traga sempre alguma informação nova, números e dados, ou uma aplicação diferente sobre o tema. A novidade deve ser um gatilho dentro do seu conteúdo. Despertar curiosidade e interesse.

Como sempre digo…. tudo que é muito fácil de encontrar, acaba perdendo o valor..Conteúdos rasos geram menos ou nenhum engajamento.

12# Faça Auditoria de Conteúdos

Levantamento dos seus conteúdos disponíveis. A auditoria dará para você uma ideia precisa do que você tem pronto e do que você tem potencial de preparar prontamente.

Classifique sua auditoria em:

(1) auditoria quantitativa – conforme a quantidade de conteúdos (podem ser separados por temas);
(2) auditoria qualitativa – conforme qualidade de produção, em relação às mídias escolhidas. A qualidade aparece nas perguntas sobre a sua produção de conteúdos: para quê? por quê? como? para quem?;
(3) auditoria especializada – com foco especifico, referenciado, detalhado. Investiga a segmentação extrema do perfil, o cruzamento de conteúdos, estratégias de SEO.

Toda auditoria deve prever um inventário. Estruture uma planilha especificando, quantidades, formatos, mídias… Crie uma estrutura que facilite sua pronta identificação.

13# Pesquise conteúdos de interesse

Existem vários tipos de pesquisa que podem ser feitas com foco na produção de conteúdos. O importante aqui é ir direto ao ponto, fazer pesquisa objetiva. Nada de fazer perguntas abertas e ficar por isso mesmo.

Faça enquetes. Levante temas a partir das palavras chave e direcione seu público para esses temas. Reveja seus conteúdos mais buscados, mais compartilhados e mais visualizados.

14# Use resultados da pesquisa

Crie conteúdo para apresentar os resultados das pesquisas, ou da enquete realizada. Direcione sua produção de conteúdos para sua audiência.

Desenvolva o tema a partir dos dados. Faça a análise dos resultados, levante hipóteses, tire conclusões, compare com resultados anteriores. Levante novas questões.

15# Defina uma linha editorial

Faça a programação temática dos seus conteúdos por períodos. Ao definir os temas e o período em que serão veiculados, selecione o tipo de conteúdo que irá disponibilizar todos os dias.

16# Tenha uma agenda editorial

Sabe a sua agenda! Hora de montar uma agenda só para suas postagens nas redes sociais e no seu blog ou no site…

Defina os dias da semana, as redes sociais, o formato de postagem e o cruzamento de informações. Sua agenda editorial deve ser programada preferencialmente para o mês inteiro. Não sendo possível, explore uma semana.

17# Dai a César o que é de César

Para cada rede social, um tipo de mídia tem a preferência. Em cada tipo de postagem, uma linguagem e uma abordagem diferenciada. Saiba aproveitar ao máximo cada uma das redes sociais com a exposição que elas fazem melhor.

Explore as diferenças entre as redes nos direcionamentos e divulgações usando o Circuito Transmídia. Direcione a produção de conteúdos para cada mídia do circuito de forma diferenciada.

18# Call-to-Action

Você gerou interesse com seus conteúdos. Ótimo! Não esqueça de mantê-lo com você. É fundamental ligá-lo a outros materiais sobre o assunto e referentes ao seu negócio.

Ofereça conteúdos diversificados… Nada de só recompensar com e-books. Entregue infográficos, diagramas, aulas interativas, séries de vídeos…

E…coloque um botão de call-to-action (chamada para ação) para que o seu cliente potencial baixe seus conteúdos e em troca forneça alguns dados a você.

Incentive o compartilhamento,

19# Continuidade – Consistência – Convencimento

É tudo uma questão de Geração de Valor para o seu CLIENTE IDEAL.

A conexão é criada pela continuidade. Apoie-se na agenda editorial. Continuidade gera valor pela consistência.

Investir na qualidade das informações presentes no conteúdo garante consistência nas suas produções. Aplicar estratégias para convencer sobre o seu ponto de vista.

20# Dedique-se à otimização de seus conteúdos

Otimizar conteúdos é garantir que ele tenha um bom posicionamento na internet. A questão não está na produção de conteúdos de qualidade, mas em como eles se tornam visíveis.

Você constrói conteúdos para quê?  Atrair visitantes, gerar leads, promover vendas…. Então você tem que saber como tornar seu conteúdo rastreável.

Apoie-se no seguinte tripé: Rastreamento – Indexação – Ranqueamento

Seu conteúdo precisa ser encontrado, estar bem colocado e ser visível para seu CLIENTE IDEAL! Tudo bem que ele só se torna visível no ranqueamento…. mas sem as outras ações, nada feito!

21# Remarketing de Conteúdo

“Remarketing” ocorre quando você faz marketing novamente para a mesma pessoa. Faz sentido para você? Claro…..

A intenção é gerar novo impacto, sobre alguém que já demonstrou interesse no seu conteúdo. Reforça a ideia de que vender para quem comprou de você é mais fácil. Nem sempre você precisa investir na produção de conteúdos novos.

TÁTICA BÔNUS:

Nenhuma das táticas acima faz sentido se você deixar de prestar atenção na Jornada do Cliente… Lembra aquela história: cliente novo conteúdo velho…. cliente antigo, conteúdo novo. Você precisa ter conteúdos para cada uma das etapas pelas quais seu cliente irá passar. Então hora de focar a produção de conteúdos na Jornada do Cliente,

22# Faça da Jornada do Cliente seu guia

Entregue o conteúdo certo, para o perfil do seu cliente, no momento que ele precisa dele. Para cada etapa da jornada você deve ter conteúdos: gerar atração (descoberta), reconhecer o problema (dores, desejos, problemas), apontar solução (despertar o desejo pela sua solução) e decisão pela compra.

————————————-

Conteúdo não se CONSTRÓI sozinho.

Então, comece a PRODUZIR agora!

Para gerar reciprocidade você precisará de muitos conteúdos.

  • Conteúdos gratuitos para divulgação.
  • Conteúdos gratuitos para engajamento.
  • Conteúdos gratuitos para recompensas.
  • Conteúdos express para funil de entrada.

Quer saber mais sobre como PRODUZIR Conteúdos para…

… seus Artigos,…

… suas Redes sociais,…

… seus Vídeos,…

… e seus Cursos?

Conheça o nosso Curso Estratégia de Produção de Conteúdos 2.0:

Aqui, são apresentadas estratégias para escrever, roteirizar, quebrar e multiplicar conteúdos de maneira simples e direta. Tudo fica simples quando se tem um passo a passo estratégico.

Mergulhe em estratégias simples e práticas e faça uma reviravolta no seu marketing de conteúdo.

 

 

————————————-

Referências:
FILATRO, Andrea. CAIRO, Sabrina. Produção de Conteúdos Educacionais. Editora Saraiva. 1a ed. 2014
HANDLEY, Ann. CHAPMAN, C.C. – Regras de Conteúdo. Como Criar Excelentes Blogs, Podcasts, Vídeos, e-Books, Webinários (e Muito Mais) que Atraiam Clientes e Impulsionem Seu Negócio. Alta Books. 1a ed. 2013
PULIZZI, Joe. Marketing de Conteúdo Épico. DVS. 1a ed. 2016
REZ, Rafael. Marketing de Conteúdo. A Moeda do Século XXI. DVS. 1a ed. 2016
ROSE, Robert. PULIZZI, Joe. Managing Content Marketing: The Real‑World Guide for Creating Passionate Subscribers to Your Brand. CMI Books. 2011.
ASSAD, Nancy. Marketing de Conteúdo. Atlas Editora.